Saiba como renegociar as dívidas da sua empresa de forma segura

Ter uma saúde financeira estável a longo prazo não é uma tarefa fácil para empreendedores. Principalmente quando trata-se de micro e pequenas empresas que possuem recursos mais limitados para a manutenção do seu negócio e em momentos de crise muitas ainda precisam buscar por empréstimos para não fecharem as portas. 

Sabemos que momentos difíceis exigem adaptações rápidas e novas competências, principalmente na área de gestão financeira.  E que muitas variáveis podem interferir  no grau de endividamento dos negócios, como a queda nas vendas e alta inadimplência de clientes.

Se a sua empresa está passando por isso, saiba que é importante manter a calma para contornar o endividamento, sem tomar decisões precipitadas. E isso é possível por meio da renegociação de dívidas e de um bom controle de pagamentos. Confira a seguir algumas dicas!

1 . Entenda a real situação financeira da sua empresa

Dedique um tempo para realizar uma análise mais minuciosa do seu fluxo de caixa, com as previsões de entradas e saídas, e  de clientes que estão inadimplentes e com uma dívida alta. Este é o primeiro passo para a sua empresa ser mais assertiva na tomada de decisões antes de pensar em um empréstimo. 

Veja também se o momento delicado que a sua empresa está passando é temporário e por quanto tempo a sua empresa consegue se manter.  Assim, você conseguirá decidir o tempo certo de cada ação e direcionar os esforços da sua equipe para recuperar o equilíbrio financeiro. 

2 . Tenha um relacionamento transparente com parceiros 

Estabeleça uma comunicação transparente com parceiros e fornecedores sobre a atual situação do seu negócio. Eles precisam sentir segurança que a sua empresa é capaz de honrar os compromissos e que está apenas passando por um período delicado.

Sua empresa precisa manter o funcionamento das operações até se recuperar,  e em alguns casos pode ser necessário realizar o reajuste de contratos com fornecedores,  formas de pagamentos e  parcerias. 

3 . Evite os erros mais comuns na hora de renegociar dívidas

A renegociação de dívidas é um momento delicado para muitos empresários, já que indica de certa forma uma fragilidade no caixa da empresa e uma maior pressão para evitar novas dívidas.

Confira a seguir, como se preparar de forma estratégica para evitar os erros mais comuns:

 – Organize uma lista com todas as dívidas da sua empresa: Identifique quais são as dívidas que você tem e organize as informações com o nome do credor, valor da prestação, taxa de juros cobradas, prazo de pagamento, entre outros detalhes importantes. Assim você vai conseguir enxergar com mais clareza o grau de endividamento e as ações que precisa tomar.

 – Priorize a renegociação das dívidas que mais impactam o negócio: Após identificar todas as dívidas, escolha qual a renegociação pode ter um impacto mais favorável ao seu negócio. Pode ser o pagamento de um aluguel, por exemplo, caso haja algum risco de despejo e interrupção das atividades ou o valor da dívida.

 – Fique atento às condições de renegociação: Ao buscar a renegociação de uma dívida, avalie prazos de pagamento, taxas de juros, valores das parcelas, garantias exigidas, dentre outros. A CDL/BH tem parcerias estratégicas com o banco BDMG e com o SICOOB, com opções de crédito facilitado, a fim de ajudar os micro e pequenos empresários neste momento de crise da pandemia.

 – Analise a possibilidade de portabilidade de dívidas: A transferência de uma dívida para uma instituição financeira que ofereça melhores condições de pagamento sempre deve ser analisada. Aproveite o momento da pandemia para buscar a portabilidade, mas com muita cautela para não adquirir uma dívida ainda maior.

4 . Avalie porque a inadimplência na sua empresa está alta

A inadimplência refere-se ao descumprimento de alguma obrigação financeira por parte de pessoas físicas e jurídicas. E ela pode estar ligada não só a falta de dinheiro de quem comprou, como também pode estar ligada ao mal atendimento e a insatisfação dos clientes com um produto ou serviço da sua empresa. Assim ele se recusa a pagar e gera prejuízos para a empresa.

Confira algumas dicas:

 – Pesquise o histórico de seus clientes: É muito importante para a sua empresa ter o histórico de compra dos seus consumidores. Essas informações precisam ser registradas e atualizadas constantemente em uma planilha ou em um software de gestão para que você tenha acesso com facilidade. Assim, quando um consumidor efetuar uma nova compra, será possível pesquisar o histórico dele e analisar se o mesmo tem atrasado os pagamentos ou se deixou alguma conta pendente.

 – Tenha um sistema de cadastros eficiente: Contar com boas ferramentas é fundamental para evitar e monitorar o índice de inadimplência no seu negócio. Para isso, você pode contar com o SPC Registros, uma solução da CDL/BH para te ajudar no controle dos pagamentos. Este serviço utiliza o registro de débitos de SPC e SPCheque no banco de dados do SPC Brasil.

 – Utilize as réguas de cobrança: Um jeito simples de minimizar a inadimplência é enviar um lembrete para o cliente informando que a data de vencimento está chegando. E isso pode ser feito por meio de uma régua de cobrança para enviar lembretes e notificações por meio de um canal de comunicação eficiente com o seu perfil de clientes.

Exemplos de como isso pode ser feito: 

E-mail: envie um lembrete de vencimento com uma semana de antecedência;

SMS: envie um SMS de lembrete um dia antes do vencimento;

WhatsApp: envie um whatsapp para comunicar o não pagamento após três dias.

Ficou interessado e quer mais dicas? Preparamos um e-book gratuito com 9 dicas práticas para começar a aplicar hoje mesmo na sua empresa para diminuir a inadimplência.

Além disso, vamos te ensinar como negociar com seus clientes inadimplentes para não ter mais prejuízo com as suas vendas, preservando o caixa da sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Ao clicar em CADASTRAR, você CONSENTE em  receber comunicações por e-mail!