Consumo consciente: como a sua empresa pode se adaptar a ele?

Durante boa parte do século passado, o incentivo ao consumo desenfreado era parte da estratégia das indústrias que produziam em massa e precisavam vender. Comprar, independentemente da necessidade, era sinônimo de status. Isso trouxe sérias consequências ao planeta e à vida das pessoas, que, hoje, buscam o consumo consciente para reduzir os impactos dessa necessidade de ter muito mais do que ser.

Antes de consumir, agora existe a preocupação com a origem do produto e o seu impacto à natureza e à vida do consumidor. A tendência é que, gradualmente, o consumo hedonista dê lugar ao consumo consciente, por isso, tanto empresas quanto os clientes precisam entender melhor esse movimento e se adaptar a ele, por meio da compreensão de que hábitos de consumo trazem impactos positivos e negativos ao modo como se vive.

Então, continue a leitura e entenda como sua empresa poderá se tornar parte dessa mudança!

Como o novo perfil de clientes está afetando o comércio?

Muitos consumidores já tomaram consciência de que o ato de consumir impacta a sociedade e o ambiente, além da própria vida. Antes, comprar de uma determinada marca era sinônimo de status, hoje, antes de comprá-la, o consumidor se informa sobre os seus processos de produção.

Se ela não cultivar valores como o respeito aos direitos humanos e à sustentabilidade ambiental, ela perde a força e os clientes. O uso de trabalho escravo, trabalho infantil, extração de matéria-prima sem a revitalização da fonte, descarte de materiais sem o devido cuidado são exemplos de práticas com as quais esse novo perfil de consumidor está mais atento antes de comprar.

Além disso, esse ele também se preocupa mais com a própria vida e, antes de consumir, se questiona se aquele produto é realmente necessário, se vai afetá-lo financeiramente, se vai prejudicar sua saúde ou de sua família, entre outros detalhes. Portanto, a marca também precisa se atentar com o impacto do produto na vida do consumidor.

Qual a real importância de ser uma empresa consciente?

É simples assim: se a sua empresa não se preocupar com o consumo consciente, ela vai deixar de vender para esse novo perfil de consumidores. E o perfil antigo de consumo não demorará muito a deixar de existir.

Mas a perda de clientes não é o único fator relevante nessa nova realidade. Nutrir valores, como a sustentabilidade dentro da sua empresa, também trará a otimização do uso de recursos, o que ocasionará a redução de custos, além de colaboradores mais motivados a trabalhar para uma empresa consciente.

Lembre-se de que o fator social também tem muita importância: as pessoas valorizam empresas que se preocupam com o ser humano, a começar, por seus próprios funcionários e a comunidade no seu entorno.

Como se adaptar a essa nova onda?

Já está clara a importância do consumo consciente para o futuro da sua empresa. Mas, e agora? O que fazer? É o que você verá nos próximos tópicos. Acompanhe!

Estude o conceito

O primeiro passo é o que você está fazendo neste exato momento: familiarizando-se com o conceito de consumo consciente. Leia muito sobre o assunto, busque cases de sucesso e pense em quais valores e processo dentro da sua empresa podem ser transformados por essa forma de pensar.

Um exemplo bem simples e fácil de ser implementando para começar a se adaptar à ideia é o uso de copos descartáveis. Faça canecas e garrafinhas com o logotipo da sua marca e distribua para colaboradores, parceiros e clientes para que eles saibam que a sua empresa se preocupa com o meio ambiente.

Óbvio que esse tipo de ação não é tudo, é preciso pensar em um projeto muito mais profundo, mas pequenas ações como essa são um bom começo.

Tenha um propósito além do lucro

É difícil manter uma empresa funcionando sem se preocupar com o seu retorno financeiro, mas, acredite: ele será muito maior com um propósito por trás do trabalho que realiza.

Um exemplo disso é o Google. O gigante das buscas nasceu no campus de uma universidade como um trabalho de doutorado que tinha como propósito democratizar o acesso à informação. O real objetivo de todo o trabalho feito pela empresa nunca foi dinheiro, e olha onde chegou.

Conscientize os colaboradores

O consumo consciente começa dentro da empresa. Se o seu cliente pensa antes de comprar e usar o seu produto ou serviço, por que você também não deve repensar o que está sendo consumido dentro do seu negócio?

Por isso, voltando ao exemplo dos copos descartáveis, é importante que os seus colaboradores adquiram novos hábitos de consumo dos recursos da própria empresa. Porém, a substituição desses recursos por outros mais sustentáveis é responsabilidade sua e das lideranças dentro dela.

Invista na liderança consciente

O mesmo acontece com os líderes dentro da sua empresa. Por exemplo, por que exigir dos colaboradores relatórios impressos em papel, se eles podem ser visualizados na tela do computador?

Outro ponto importante é que os líderes, além de darem exemplos, também devem promover ações que incentivem os colaboradores a adotarem práticas de consumo consciente dentro da empresa, fora as metas de redução.

Reconhecer o esforço deles, com premiações ou simples feedbacks positivos sobre o uso de recursos da empresa, é um bom caminho a ser seguido.

Priorize materiais não danosos ao meio ambiente

Como mencionado nos tópicos anteriores, a responsabilidade pela substituição dos recursos não sustentáveis, por outros que não agridam o meio ambiente, é da empresa. Por isso, comece a pensar, por exemplo, em como diminuir o consumo de papel e de energia elétrica.

Mostre seu valor aos clientes

Todas essas iniciativas farão um bem enorme à sua empresa, aos seus colaboradores, à sociedade e ao meio ambiente e não perderão seu valor se não forem divulgadas. Porém, é muito importante que os seus clientes tenham conhecimento e, até mesmo, sejam incentivados a adotar essas práticas.

Só assim, eles saberão que a sua empresa é, de fato, adepta ao consumo consciente.

Vale destacar que não se preocupar com esse assunto ou não adotar uma postura que demonstre a consciência ambiental e social da sua empresa repercutirá negativamente sobre a imagem da marca e, consequentemente, impactará as vendas e, até mesmo, o futuro do negócio.

Por isso, aproveite essas dicas de consumo consciente e comece agora mesmo a adotá-las para garantir a aceitação e o sucesso dos seus produtos e serviços entre os clientes adeptos a esse novo perfil de consumo.

Agora que você já sabe como adequar o seu negócio ao consumo consciente, conheça também as 5 empresas mais sustentáveis do mundo e o que aprender com elas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!