Programa menor aprendiz: conheça 5 benefícios para sua empresa

Programa menor aprendiz: conheça 5 benefícios para sua empresa

A conquista de profissionais capacitados para ocupar os cargos dentro de uma organização é uma preocupação constante dos gestores. Isso é fundamentado no fato dos melhores colaboradores apresentarem resultados mais satisfatórios. Logo, uma estratégia para conquistá-los é por meio do programa menor aprendiz.

No entanto, muitas organizações ainda têm dúvidas sobre o programa e como fazer para participar dele. Por isso, no artigo de hoje vamos esclarecer os principais pontos sobre o assunto e, ao final, mostramos as vantagens de aplicá-lo ao seu negócio. Confira!

No que consiste o programa menor aprendiz?

O programa menor aprendiz é amparado pela Lei 10.097, datada de 19 de dezembro de 2000. A ideia dele é incluir socialmente os jovens por meio da qualificação profissional. Além da oportunidade do menor, com idade entre 14 e 24 anos, ter o seu primeiro emprego, o programa capacita esses participantes para atuarem no mercado de trabalho.

De acordo com a lei, as organizações de médio e grande porte devem empregar jovens aprendizes, sendo que o montante estabelecido é de no mínimo 5% e no máximo 15% da força total de trabalho efetiva na companhia. Além disso, a legislação prevê que um profissional interno deve acompanhar/orientar o jovem para que este execute o seu trabalho corretamente.

Ou seja, as PMEs ou mesmo aqueles negócios adotantes do MEI não são obrigados a manterem em seu quadro os jovens aprendizes. No entanto, se assim desejarem, assim como as outras empresas, elas terão que fazer uma parceria com uma organização formadora, que esteja credenciada pelo programa menor aprendiz. Afinal, o candidato deverá está matriculado em algo curso técnico para participar da seleção.

Outra especificidade diz respeito ao contrato de trabalho que não pode ultrapassar os 2 anos. A empresa ainda deve se responsabilizar por assinar a carteira de trabalho dele, garantindo os mesmos direitos que de outros trabalhadores, como 13º salário, férias etc.

Quais os benefícios de implementá-lo no seu negócio?

O fato de dar uma oportunidade para os jovens é algo muito bem-visto pelo mercado. A empresa que faz isso está ajudando o indivíduo a aprender a dar valor ao dinheiro, mas também a desenvolver as suas habilidades interpessoais e impulsionar futuros talentos, desenvolvendo assim os funcionários.

No entanto, as vantagens não ficam restritas aos jovens aprendizes, as empresas têm muito a ganhar. Pensando nisso, os tópicos a seguir são voltados para os benefícios corporativos advindos da adoção do programa! Acompanhe!

1. Ter um diferencial no mercado

As organizações que decidem por contratar jovens aprendizes já demonstram uma preocupação com o futuro da mão de obra e qualificação para a melhora do mercado no país. Consequentemente, isso tem um reflexo positivo na imagem da marca.

A empresa deixa de ser vista apenas como uma instituição que visa o lucro, mas também como um local que se preocupa com o capital humano e o futuro dos jovens. Essa imagem ajuda, por exemplo, na hora de fazer recrutamentos de talentos, mas também a atrair clientes.

2. Moldar os colaboradores de acordo com as estratégias empresariais

Normalmente, os aprendizes são indivíduos com pouca ou nenhuma experiência de trabalho. Sendo assim, a empresa que decide por contratá-los terá uma oportunidade única: a de treiná-los de acordo com as demandas do seu negócio.

Como se sabe, o colaborador que vem de outras organizações costuma trazer consigo alguns comportamentos ou, até mesmo, formas de trabalhar diferente. Com o jovem aprendiz, o processo ocorre de maneira diferente, visto que ele, geralmente, está descobrindo um mundo novo e está mais propenso aos ensinamentos que lhes forem passados.

Isso se reflete em maior produtividade para a equipe, já que a empresa consegue obter maior padronização das suas atividades. A explicação está relacionado ao fato da capacitação ser bem direcionada aos objetivos corporativos.

3. Ter mais criatividade e inovação

Quando começam um novo trabalho, os indivíduos costumam chegar mais empolgados e ávidos por se destacar. Quando a empresa insere o programa menor aprendiz, o contratado tem a consciência de que participou de um processo que envolveu outros candidatos e de que se ele foi escolhido é porque a empresa acredita que ele pode dar um retorno positivo para ela.

Consequentemente, isso traz maior criatividade e inovação para o dia a dia, visto que ele sabe que precisa ter uma atuação consistente para trabalhar na organização e não ser substituído. É como uma troca, o negócio provê instrução, enquanto o jovem é a fonte de novas ideias.

4. Obter incentivos fiscais

Uma das maiores vantagens de adotar o programa menor aprendiz para a sua empresa é a obtenção de incentivos fiscais por parte dos órgão públicos. Por exemplo, ela terá que pagar apenas 2% de FGTS, está dispensada do aviso prévio remunerado e não é obrigada a pagar multa rescisória nesse caso.

Para aqueles empreendimentos registrados no Simples Nacional, não existem acréscimos na contribuição que eles devem repassar à previdência. Ou seja, os pequenos negócios também são beneficiados pela inserção no programa com o pagamento de menos impostos.

5. Trabalhar a responsabilidade social

Nós citamos no tópico sobre diferencial o quão importante é a contratação para a imagem da companhia no mercado. No entanto, o impacto dessa contratação tem outro ponto positivo: a responsabilidade social para com o ambiente em que a empresa está inserida.

Podemos assim definir que a contratação do jovem ajuda a oferecer a ele um futuro mais promissor. Como é proibido aos jovens menores de 16 anos trabalharem, o programa ajuda na formação deles tanto com o estudo quanto no desenvolvimento de uma ocupação futura. Isso é bastante positivo, por exemplo, no caso daqueles indivíduos que têm baixa renda e estão mais vulneráveis socialmente.

Aliás, vale destacar que os negócios que decidem por essa contratação contribuem também para a renda das famílias desses jovens, o que reflete numa maior justiça social.

Uma organização tem muito a ganhar com o programa menor aprendiz, que tem interesse em desenvolver os seus talentos profissionais e mostrar as suas qualidades. Esse entusiasmo do jovem por si só já conta vários pontos.

E então, gostou do nosso artigo? Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto que queira compartilhar? Deixe o seu comentário e nos ajude a enriquecer a nossa discussão sobre o programa menor aprendiz!

2 comentários em “Programa menor aprendiz: conheça 5 benefícios para sua empresa”

  1. Roberto disse:

    Puxa vida, muito obrigado por compartilhar tanto conteúdo de valor. Vou continuar seguindo o blog / site e compartilhando

  2. Dirce disse:

    Olá, TENHO UMA lj Brum fantasia, qro contratar uma menor aprendiz.
    Gostaria de mais informações.
    Obrigada
    Dirce Brum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!