Quais meios de pagamento oferecer para seus clientes?

Quais meios de pagamento oferecer para seus clientes?

Essa é uma pergunta essencial e que deve ser feita por qualquer empreendedor, independentemente do tamanho da sua empresa. A questão é muito relevante e merece ser analisada com atenção. Para que se chegue à melhor conclusão sobre os meios de pagamento mais adequados que sua organização deve oferecer aos clientes, é interessante voltar essa pergunta a eles.

Sim, é preciso fazer um rápido levantamento para perceber que formas de pagamento são as preferidas dos seus consumidores. Além do dinheiro vivo, você vai notar que o pagamento feito por cartão de crédito e débito ou por outras vias eletrônicas estão crescendo e ganhando a preferência dos consumidores.

Confira algumas informações e decida com mais segurança sobre quais meios de pagamento você deve oferecer aos seus clientes!

Quais meios de pagamento oferecer aos clientes?

Cartões de débito

Os cartões de débito são uma alternativa rápida e prática para os clientes. Muitos usam essa opção por não gostarem de andar com dinheiro na carteira. Se você já percebeu que os seus clientes também têm essa característica, vale a pena apostar nessa alternativa.

A decisão que se segue após essa está relacionada a quais bandeiras de cartão aceitar: Visa, Master, Elo e outras. Para fazer essa escolha, analise a demanda por cada bandeira, além das vantagens e desvantagens de oferecer esse tipo de pagamento.

Se você achar que vale a pena ter até 3 tipos de máquina, faça esse investimento e conquiste seu cliente pela variedade! Muitas vezes o custo da máquina é irrisório frente ao conforto proporcionado ao cliente.

Cartões de crédito

Pelo conjunto de benefícios que agregam, os cartões de crédito estão ganhando cada vez mais o gosto do consumidor. Uma pesquisa feita pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) mostrou que, em 2015, as transações com cartão de crédito movimentaram mais de R$ 1 trilhão.

Além de agradar aos clientes, é possível negociar com as empresas de cartão boas condições e vantagens para trabalhar com eles.

Outro fator que o empreendedor deve considerar é a segurança durante o pagamento. Enquanto o pagamento em dinheiro requer uma rotina bancária mais ativa por parte do empreendedor — que não gosta de ficar com muito dinheiro na empresa —, o cartão traz mais tranquilidade nesse ponto.

Cheques

Esse documento já perdeu muito espaço entre os lojistas, mas há quem não abra mão do bom e velho cheque. Principalmente aqueles negócios que precisam oferecer uma boa condição no parcelamento e querem mais segurança na transação.

É o caso de escolas de línguas, cursos pré-vestibulares, grandes atacados da área de moda, entre outros. Alguns clientes também não deixam de andar com o talão na bolsa e consideram que essa alternativa é mais fácil de usar e até de programar a vida financeira. Se o seu negócio pode se beneficiar desse meio de pagamento, considere usá-lo.

Transações digitais

Muitos lojistas têm se perguntando se devem oferecer uma alternativa de pagamento digital por meio de plataformas como Paypal e até mesmo a transferência bancária online.

Mais uma vez é preciso fazer essa escolha com base nas preferências dos seus clientes. Mesmo que esse público ainda não seja representativo, você deve considerar essas alternativas por elas estarem conquistando muitos adeptos.

E se um cliente fosse hoje à sua loja e oferecesse fazer uma transferência online, você aceitaria? Claro que isso tudo deve ser programado com antecedência para que você não tenha nenhum problema futuro com a contabilidade da empresa e a emissão de nota fiscal, por exemplo.

Dinheiro vivo

Os pagamentos em dinheiro são vistos como o melhor e o pior método de pagamento por muitos empreendedores. O melhor porque é dinheiro caindo no caixa na hora e ao vivo! O pior é porque dinheiro no caixa também quer dizer mais insegurança para o lojista e também porque o medo de notas falsificadas sempre ronda os comerciantes.

O importante é saber lidar com essas variáveis e ter um fluxo seguro de movimentação de dinheiro na loja. Outra questão essencial é oferecer boas condições de descontos aos clientes que optarem por essa forma de pagamento, afinal, é dinheiro na mão e na hora!

Como driblar a inadimplência?

Muitas empresas não oferecem alguma modalidade de pagamento por temerem a inadimplência — os cheques perderam muito mercado por isso. O importante é a empresa se preparar para driblar essas situações com outros mecanismos. As instituições financeiras oferecem o Cadastro de Emitentes de Cheques sem fundos, por exemplo.

Além desse cadastro, é possível consultar diferentes bases de dados que podem alertar sobre as restrições dos clientes. Esses meios são confiáveis e podem ser pré-requisito para a concretização de uma compra que não seja feita com dinheiro vivo. Embora as pesquisas demonstrem que a inadimplência tem caído, é sempre bom se cercar de cuidados antes de concluir uma transação.

Antecipando os recebíveis

Algumas empresas gostam de oferecer aos seus clientes a possibilidade de pagarem em cartão de crédito, por exemplo, porque essa alternativa também pode agregar outras vantagens oferecidas pelas instituições bancárias. Uma delas é antecipação de recebíveis, que permite que a empresa receba à vista os pagamentos feitos a prazo pelos clientes.

Por mais que não seja recomendado usar esses mecanismos com frequência, isso pode ser necessário em caso de urgências ou alguma necessidade eventual. Essa acaba sendo uma forma da loja tirar um proveito maior oferecendo meios de pagamento como os cartões de crédito.

Apostando na variedade

O mercado mostra que quando falamos de meios de pagamentos, a empresa que oferece mais variedades é a que sai na frente. O importante é estar preparado para lidar com as diferentes necessidades dos clientes, mas sem descuidar da saúde financeira da organização.

Entretanto, essa deve ser uma escolha planejada e muito bem calculada. Não dá para sair fazendo qualquer negócio sem medir as reais consequências daquela escolha para a instituição. O importante é saber usar a capacidade de negociação diante das instituições financeiras para conseguir as melhores condições nas escolhas que fizer.

Quais são os meios de pagamento mais usados na sua empresa? Deixe um comentário neste post e enriqueça esse importante debate!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!