Fique por dentro: o que é e como funciona o cadastro positivo?

Fique por dentro: o que é e como funciona o cadastro positivo?

Nome negativado, inclusão na lista do SPC: o comércio desenvolveu formas de identificar os consumidores que, por algum motivo, deixaram de saldar seus compromissos. Mas como detectar e reconhecer os bons pagadores que sempre representam uma excelente oportunidade de negócio? Para atender a essa necessidade foi criado o cadastro positivo. Você sabe como funciona?

Para tirar suas dúvidas, vamos explicar esse conceito neste post. Portanto, se você quer descobrir como funciona esse verdadeiro detector de bons clientes, não perca a leitura! Vamos começar?

Qual é a diferença entre o cadastro positivo e o cadastro negativo?

O raciocínio do cadastro negativo é conhecido no mercado há muito tempo: quando o consumidor não paga suas dívidas dentro de um determinado prazo, seu nome é inserido na lista de determinadas instituições. O mais conhecido é o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Esses registros podem ser consultados pelas empresas para saber se o consumidor que propõe uma compra com pagamento posterior (parcelamento, financiamento, cheques, etc.) deixou de honrar compromissos financeiros em outras ocasiões.

Ao descobrir que um consumidor é um “mau pagador”, a empresa entende que essa negociação tem um risco maior. Geralmente, ela veta o crédito a esse cliente, por compreender que há uma grande probabilidade de não receber o pagamento.

Portanto, o mercado já possuía esse sistema, que permitia identificar negócios arriscados. Mas e quanto aos “bons pagadores”? Quais eram os dispositivos que o mercado oferecia para reconhecê-los e valorizá-los?

Exatamente por essa carência, foi criado o cadastro positivo. Vamos conhecê-lo?

O que é o cadastro positivo?

O cadastro positivo também é uma lista, criada no ano de 2013, para enfatizar o compromisso e a confiabilidade dos bons pagadores. Esse banco de dados reúne o nome de pessoas que não têm dívidas, pagam suas contas em dia e honram os contratos de crédito firmados.

Assim, as instituições têm acesso a um cadastro de consumidores que representam um risco menor, a quem podem oferecer empréstimos e financiamentos com condições facilitadas.

A expectativa dos criadores do serviço era de que o número de cadastrados chegasse a 40 milhões. Porém, não foi isso que aconteceu. A relação de bons pagadores é bem menor, chegando a somente 1,5 milhão no ano de 2016.

Como funciona o cadastro positivo?

Esse tipo de serviço é regulamentado pelo Banco Central, mas não é administrado por essa instituição.

Assim como o cadastro negativo, outras organizações ou bancos podem se tornar gestores do cadastro positivo. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte, por exemplo, também compõe a gestão do cadastro positivo.

Diferentemente do cadastro negativo, que gera inclusões involuntárias dependendo do histórico de inadimplência, o cadastro positivo só acontece mediante a solicitação do indivíduo.

A partir da sua adesão e autorização, o sistema receberá todos os dados referentes às suas compras e pagamento. Assim, se você financiou um bem, a consulta mostrará o valor total da compra, de cada parcela, quantas prestações já foram pagas e a data de vencimento.

Se o consumidor deixar de pagar uma conta em um determinado mês, por exemplo, essa ocorrência não é suficiente para tirar o nome do cliente do cadastro positivo. No entanto, ela ficará registrada em seu histórico. O prazo de permanência das informações nos bancos de dados é de 15 anos.

Nesse cadastro devem constar apenas dados objetivos que ajudem a analisar o risco de crédito. Não deve haver informação considerada excessiva e muito menos qualquer menção à origem étnica, orientação sexual, condições e saúde ou convicções políticas e religiosas dos consumidores.

Quais são as vantagens do cadastro positivo?

Vantagens do cadastro positivo para a empresa

A análise de riscos faz parte de uma gestão empresarial eficiente. O cadastro positivo facilita essa avaliação e, por isso, se tivesse a adesão esperada, seria uma ferramenta poderosa para lojas, bancos e empresas financeiras.

Ele minimizaria o risco das operações e tornaria as negociações mais ágeis, gerando um volume de vendas maior.

O cadastro positivo pode ser utilizado para avaliar tanto pessoas físicas como empresas. Neste último caso, ele oferece informações cadastrais, mas também mostra o comportamento em negócios.

O relatório abrange aspectos como inconsistências comerciais, registros de consultas, pendências financeiras, protestos, histórico de pagamento e evolução de compromissos.

Assim, quem analisa o crédito pode verificar se alguns tropeços fazem parte de um comportamento típico daquela organização ou se foram resultantes de alguma má fase. Embora ambos mostrem a falta de pagamento, a interpretação dessas situações pode gerar um cenário de riscos completamente diferente.

Vantagens do cadastro positivo para o consumidor

O primeiro aspecto a destacar é que esse tipo de registro agilizaria a compra de bens. Uma vez que o cadastro positivo simplifica a análise de crédito, o consumidor teria uma resposta mais rápida à sua proposta de financiamento.

Reconhecido como bom pagador e, portanto, com risco baixíssimo de inadimplência, o consumidor pode ter um tratamento diferenciado nas instituições financeiras. Isso inclui taxas de juros menores, possibilidade de aumentar a quantidade de parcelas e melhorar as condições de pagamento.

Outra vantagem, para quem é autônomo, é o valor dessa documentação. Por ser gerenciada por empresas de grande credibilidade no mercado, os dados que constam nesse banco substituem, até mesmo, comprovantes de renda.

A lista de possíveis beneficiados inclui também os consumidores negativados. Enquanto o SPC e mostra os compromissos que não foram pagos, o cadastro positivo revela também os pagamentos que estão em dia.

Portanto, para uma eventual análise de crédito, uma instituição pode descobrir que um consumidor negativado tem, na verdade, mais compromissos saldados e em valores mais expressivos do que pagamentos em atraso.

Isso pode influenciar positivamente a decisão, gerando oportunidades de negócios, desde que os riscos sejam bem calculados.

Entendeu o que é cadastro positivo e como ele pode minimizar riscos, impactar os negócios e aumentar lucratividade de uma empresa? Então aproveite para entender como a oferta de várias formas de pagamento pode ajudar sua loja a vender mais e a receber pontualmente dos seus clientes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!