Casal de idosos pagando uma compra em uma loja que investiu em marketing para terceira idade

Saiba como fazer marketing para a terceira idade

Atualmente, a mídia é principalmente dominada pelos jovens, tanto nos produtos quanto no tipo de cultura que é produzida. Isso faz com que boa parte da propaganda desenvolvida também pensando nesse público, especialmente na internet. Porém, isso não significa que não seja possível fazer marketing para a terceira idade. Muito pelo contrário, esse público ainda é muito importante para vários negócios.

Dependendo do tipo de produto que você comercializa, a população idosa será a maior parte do seu público-alvo. Como a expectativa de vida cresce a cada ano, também se espera que esse grupo se torne cada vez maior ao longo do tempo. Para garantir que eles estarão na sua lista de clientes, você vai ter que adaptar seu processo de marketing para se encaixar neste público.

Para ajudar com este trabalho, separamos algumas dicas para que você consiga traçar as melhores estratégias de marketing para essa faixa etária. Acompanhe!

Seja sempre direto e claro

Um dos grandes problemas para a população idosa que acompanha a mídia atual é justamente a velocidade da informação. São muitas imagens, cenas e palavras lançadas ao mesmo tempo, sempre de forma tortuosa e pouco prática. Isso é bem interessante para atrair a atenção de alguns grupos, mas não é tão bom para pessoas mais velhas.

Se você quer atrair os idosos para sua loja e seu produto, o melhor a fazer é criar uma propaganda direta, simples e eficiente. Explique tudo que você pode fazer por eles e como você pretende oferecer o serviço — sempre inclua detalhes relevantes para a tomada de decisão de compra. A franqueza é uma qualidade muito bem vista por esse público.

Estude a persona a fundo

Assim como você faria com qualquer grupo, o marketing para a terceira idade requer uma persona, um personagem que resuma de forma consistente as principais características do seu público-alvo. Ao utilizar essa persona como linha guia para suas campanhas, você terá chances bem melhores de alcançar seu público ideal e de fechar mais negócios.

Porém, os idosos também são um grupo diverso, o que inclui várias outras características que podem ser relevantes para sua segmentação. Quando você desenvolver sua persona, lembre-se de incluir outros detalhes como gênero, localidade e poder aquisitivo para poder destacar ainda mais o grupo que você deseja atingir e otimizar suas campanhas. Quanto mais dados dos clientes você tiver, melhor.

Tenha paciência para ganhar confiança

Em muitos negócios, não é incomum ver clientes tomarem decisões de compra por puro impulso, sem refletir muito. Diversos produtos, especialmente os de menor custo, apostam nisso como parte de sua estratégia de vendas. Porém, quando falamos na terceira idade, esse tipo de abordagem não costuma ser tão efetiva, pois a mentalidade desse público é bem diferente.

O segredo é pensar no longo prazo, com paciência para fidelizar o público e estabelecer a confiança na sua marca. Esse tipo de cliente costuma ser exigente, mas depois que você cria um relacionamento positivo com eles, é bem mais fácil fechar negócios no futuro.

Cuidado com os canais escolhidos

Ao contrário do que alguns pensam, o marketing para a terceira idade não está restrito ao rádio e aos jornais. Redes sociais, mensagens de texto e outros canais são bastante utilizados pelos mais velhos. À medida que a população geral envelhece, você pode esperar que mais pessoas acima dos 60 anos estejam presentes no mundo da tecnologia.

Porém, isso não significa que todos os canais sejam mais adequados para todo perfil de idoso. Alguns ainda se dão melhor com meios de comunicação mais tradicionais, enquanto outros já se adaptaram ao mundo digital e à intensidade da comunicação moderna. Se você quiser encontrar os clientes certos, vai precisar escolher os canais que eles mais usam.

Preste atenção na linguagem correta

Outra diferença chave entre as gerações de consumidores é a forma como cada um se comunica. A linguagem mais jovem, com gírias, códigos e os famosos memes não é sempre a mais adequada para lidar com pessoas na terceira idade. Você precisa usar uma linguagem que esteja dentro da realidade deles.

Claro que você não precisa começar a falar como um autor de clássicos da literatura. Basta que você seja simples e escolha palavras que façam sentido para pessoas de determinada geração. Expressões que fazem muito sentido hoje em dia, ou mesmo expressões estrangeiras, podem não ser tão fáceis de entender.

Prepare bem o time de atendimento

Muitos consumidores estão trocando o atendimento por telefone e presencial pelo chat online e as próprias redes sociais. De fato, estes são métodos bem mais eficientes para manter contato com o público, mas alguns clientes mais velhos ainda vão preferir meios mais tradicionais de atendimento para tirarem suas dúvidas.

Sendo assim, sua equipe de atendimento também deve estar preparada para lidar com esse público específico, desde a linguagem até os procedimentos mais adequados. Treinamentos para lidar com este tipo de cliente certamente vai ajudar seu time a captá-los e melhorar a rentabilidade da empresa.

Utilize as melhores práticas do marketing tradicional

Por fim, mas não menos importante, vale lembrar que a forma mais eficaz de fazer marketing muda de acordo com o contexto. Isso, é claro, inclui a geração à qual seu público-alvo pertence. A publicidade moderna é adaptada para o mundo digital, que ganhou muito espaço nos últimos anos, mas o marketing tradicional ainda tem grande valor com a audiência mais antiga.

Propagandas na TV, anúncios em jornais famosos, entre outras coisas, são muito mais buscados por pessoas idosas em comparação a outros meios de comunicação. Da mesma forma, algumas das táticas utilizadas nesses métodos de divulgação, como maior número de aparições, ainda são mais eficazes para alcançar esse público-alvo específico.

Agora que você tem estas dicas de marketing para a terceira idade, é hora de repensar sua estratégia de marketing para captar este público com mais facilidade e eficiência. Lembre-se de continuar fazendo a segmentação e de sempre otimizar suas campanhas.

E aí, gostou do conteúdo do post? Quer continuar a aprender sobre esse e outros temas relacionados? Então assine nossa newsletter para ficar sempre bem informado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!