Homem comprando por plataformas mobile

Plataformas mobile: como elas irão mudar o varejo

Os dispositivos móveis se tornaram, recentemente, uns dos principais meios de informação dos brasileiros, por meio deles, eles podem fazer suas compras e compartilhar conteúdos nas redes sociais. Assim, uma grande mudança foi surgindo no varejo: as plataformas mobile agora são essenciais para os negócios — independentemente do seu porte. Afinal, muitas pessoas procuram por seus interesses de compra no Google antes de ir a uma loja física.

Desse modo, o varejo precisa se adaptar e oferecer uma experiência de compra interessante para captar o cliente nesse novo canal. Caso contrário, certamente ele procurará um concorrente. Então, se você quer entender melhor o que são essas plataformas e como elas estão transformando o mercado, não deixe de acompanhar o nosso post!

O que é uma plataforma mobile?

Uma plataforma mobile é um site construído com uma arquitetura totalmente voltada para se adaptar a qualquer aparelho móvel, seja ele um tablet ou um smartphone. Diferentemente de um site comum, que pode ter problemas para se adaptar à tela dos usuários, ela busca criar uma experiência semelhante a de um aplicativo nativo. No entanto, a grande distinção é que o seu cliente não precisará baixar nada e utilizará o navegador para acessar os conteúdos online.

Para isso, sua empresa deverá ter criado anteriormente um site tradicional corporativo, que será acessado por dispositivos como Computadores e Notebooks. Então, os desenvolvedores web farão todo o processo de adaptação para o mobile. Assim, você terá uma plataforma que poderá ser acessada em um novo endereço. Como padrão, tem sido utilizado um “m.” antes do endereço da página tradicional para redirecionar o usuário para a versão mobile. Por exemplo, se o link do site tradicional é “empresa.com”, o acesso à plataforma se dará no endereço “m.empresa.com”.

Como as plataformas mobile estão mudando o varejo?

Até alguns anos atrás, as pessoas evitavam comprar em dispositivos mobile, pois além de se sentirem inseguras, as páginas não funcionavam bem. Isso mudou bastante recentemente, pois o Android e o iOS se tornaram ambientes tão seguros quanto o Windows dos desktops e notebooks. Ademais, muitas empresas investem em plataformas mobile para oferecer uma navegação fácil e rápida para os clientes.

Essa tendência tem sido vista em várias pesquisas, por exemplo, a Análise do E-commerce mostrou que, no primeiro trimestre de 2018, 50% das compras foram feitas em smartphones e tablets. Estima-se, desses 50%, que 70% tenha sido realizada em navegadores em vez de aplicativos.

Quais as vantagens do investimento em plataformas mobile?

Provavelmente sua concorrência já está avançando na implementação dessa tecnologia e, a cada dia que você adia a decisão, está perdendo vários clientes em potencial. Portanto, além de participar de um mercado em expansão, sua empresa colherá muitos outros benefícios ao escolher um modelo de página web adaptado totalmente ao mobile. Acompanhe a seguir!

Maior velocidade de acesso

As páginas de web tradicional não estão adaptadas para os programas mobile nem para as redes 3G e 4G. Resultado: elas podem demorar mais de um minuto para carregar e, assim, praticamente todo o usuário desiste de acessá-la.

Já uma plataforma mobile funciona de uma forma completamente diferente. Todos os elementos da página, como resolução das imagens, linguagem de programação, funcionalidades, construções gráficas, entre outros, foram pensados especificamente para o ambiente mobile e, portanto, otimizados para se adaptarem às especificidades de seus hardwares, sistemas operacionais e suas conexões.

Menor taxa de rejeição

Hoje em dia, a posição da página empresarial nas buscas do Google impacta diretamente na sua lucratividade. Afinal, nenhum lead (cliente em potencial) quer buscar resultados na segunda ou terceira página. Geralmente, eles abrem no máximo o quinto resultado do ranking do mecanismo de pesquisa.

Um dos principais fatores para o Google posicionar uma página é a taxa de rejeição, isto é, quantos clientes clicam na página, mas não interagem com ela. Sabe o que leva alguém a abandonar sua página? Ela não funcionar bem em dispositivos móveis: os gráficos não carregam adequadamente, os caracteres ficam mal dimensionados, os links não funcionam etc.

Então, para garantir que os usuários passem um bom tempo na página interagindo, ela deve ter o que chamamos de responsividade, ou seja, adaptar-se a qualquer aparelho — independentemente do tamanho da tela e do sistema operacional.

Otimização da experiência do cliente

As páginas de web tradicionais não foram feitas para interagir com os sistemas operacionais dos dispositivos móveis. A consequência disso é que eles não podem utilizar algumas ferramentas interessantes, como o GPS, a câmera e outros apps. Assim, você não pode oferecer uma experiência do usuário personalizada para seus usuários. Por exemplo, uma loja de roupa não poderá oferecer a opção de compartilhamento no WhatsApp para que um lead peça a opinião de um amigo.

Ou seja, você terá uma página muito engessada e, quando um concorrente oferecer uma plataforma na qual o cliente encontra várias novidades, há um grande risco de ele conquistá-lo permanentemente.

Melhor conversão de vendas

Vender tem tudo a ver com deixar a outra parte satisfeita. Então, isso se traduz em uma experiência suave, sem falhas e inovadora. Se você investe em uma plataforma mobile, perceberá logo que a conversão de leads se torna muito mais simples, pois não haverá desistências causadas pelas seguintes situações:

  • o lead não consegue acessar o carrinho de compras para finalizá-las;
  • a página de pagamento não apresenta uma digitação facilitada e, assim, o estresse causado pela dificuldade leva ao abandono da compra;
  • na hora de clicar na imagem do produto, a visualização fica desproporcional com um zoom muito grande etc.

Por todas essas razões, a tendência é que a utilização das plataformas mobile se amplie cada vez mais, pois as pessoas têm abandonado os PCs e notebooks para utilizar os dispositivos móveis — principalmente devido a sua praticidade. Portanto, ter um site responsivo é uma decisão comercial estratégica muito importante para as empresas do varejo. Não se trata apenas de “vaidade” ou estética.

Para se adaptar a essas mudanças e conseguir um site realmente adaptado às plataformas mobile é necessário contar com uma consultoria especializada, que vai saber como trabalhar as necessidades do público que utiliza smartphones e tablets.

Quer entender melhor sobre as escolhas que sua loja tem de fazer para continuar ampliando seu espaço no mercado e evitar a falência no futuro? Então, não deixe de conferir nosso e-book sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!