Pessoa analisando dados para fazer seu orçamento empresarial

Monte agora seu orçamento empresarial para 2019

Toda iniciativa empreendedora envolve riscos e situações desafiadoras. Por isso, implantar conceitos de inteligência emocional e aplicar boas práticas de gestão empresarial converge para que o negócio cresça e prospere. Tudo isso pode ser feito de forma saudável e harmônica com o auxílio de um bom orçamento empresarial.

Nessa perspectiva, o início de um novo ano é sempre um desafio para quem almeja se destacar no competitivo mercado brasileiro. O orçamento empresarial é uma das tarefas que não pode deixar de ser planejada e instalada nos mais diversos tipos de atividades comerciais.

Independentemente do tamanho da empresa ou nicho de atuação, o orçamento empresarial é de fundamental importância. Afinal, não tem como se desenvolver sem o planejamento orçamentário. Quer ampliar seus conhecimentos sobre esse assunto e elaborar o seu de forma segura e objetiva? Então, veja todas as informações que reunimos sobre o assunto. Boa leitura!

O que é o orçamento empresarial?

Em primeiro lugar, é preciso compreender que o orçamento empresarial nada mais é do que um documento que contém informações estratégicas para o negócio. Após essa definição, fica fácil compreender o porquê de essa ferramenta auxiliar na hora de detalhar quais os custos fixos e variáveis da operação.

Afinal, se uma empresa gasta mais do que arrecada, ela provavelmente terá grande dificuldades em custear todas as suas despesas fixas e variáveis. Ou seja, o fluxo de caixa ficará comprometido, ameaçando a sobrevivência e a perpetuação da ideia empreendedora.

Nessa perspectiva, o orçamento empresarial é imprescindível para a análise criteriosa de todos esses aspectos no negócio. Um ponto importante nesse processo é que o trabalho de documentação e formulação do orçamento empresarial considera não somente dados passados, mas também os presentes. Além disso, é verificado também as perspectivas de mercado e os objetivos a curto e médio prazo.

Quais as variáveis analisadas no orçamento?

Pois bem, torna-se necessário compreender quais são as variáveis englobadas nesse processo para discutir e propor soluções com os seus funcionários. Confira logo abaixo alguns dos principais pontos analisados.

Valores que podem ser gastos

Os custos fixos e variáveis impactam diretamente no dia a dia de um negócio. Pensando nisso, o orçamento empresarial precisa detalhar quais são os valores que podem ser utilizados no pagamento dos fornecedores, aluguéis, folha trabalhista e os demais gastos rotineiros.

Com isso, fica muito mais fácil elaborar uma previsão de todos os recursos financeiros necessários para o custeio. Imagine que uma determinada loja não realize um orçamento empresarial. Nos 3 meses anteriores ao do exercício fiscal, ela desembolsou um valor fixo de R$ 30.000,00 com o pagamento dos custos fixos e variáveis.

Entretanto, não foi feito um orçamento empresarial que conseguisse demonstrar uma curva de inflexão no crescimento desses valores. Assim, após alguns meses o desembolso subiu para R$ 45.000,00. Percebeu o quanto isso pode impactar em um comércio? Desse modo, o empreendedor deve sempre planejar e detalhar seus gastos, recursos em caixa e linhas de financiamento no orçamento empresarial.

Valores para o alcance das metas

Alcançar as metas é algo muito recompensador. Para isso, é preciso ter uma boa dose de planejamento para que os resultados apareçam. Saber em que patamar e quais as conquistas possíveis com o seu negócio são formas interessantes de se alavancar a empresa.

Metas são importantes para a definição de objetivos e o alcance do sucesso empresarial. Sem elas é complicado gerir com eficiência o seu negócio. Para isso, há a necessidade de se direcionar recursos que estejam de acordo com o que se deseja obter.  Esse é mais um fator que consegue ser bem executado e planejado com o auxílio do orçamento empresarial. Pense nisso!

Como realizar o orçamento empresarial?

É comum que surjam diversas dúvidas relacionadas ao tema. Pensando nisso, vamos destacar algumas etapas que não podem ficar de fora de um projeto para o orçamento empresarial. Veja.

Estabeleça as metas e objetivos da empresa

Dificilmente uma empresa conseguirá desempenhar bem o seu planejamento, e conquistar os resultados pretendidos, se não trabalhar com metas e objetivos bem definidos. Além disso, essas duas diretrizes precisam ser determinadas a partir de parâmetros consistentes. Deixar por conta do acaso, pode ser fatal para o negócio.

Ao contrário do que muitos acreditam, meta e objetivos têm significados diferentes. A primeira  corresponde à descrição daquilo que será realizado para se alcançar um objetivo definido. O segundo refere-se ao que se pretende alcançar, a partir do cumprimento das metas. Ou seja; é o resultado de todo uma atividade, trabalho ou ação executados.

Afinal, como definir uma meta? Essa dúvida é muito importante e para respondê-la é preciso conhecer todas as potencialidades do empreendimento. Esse processo pode ser realizado utilizando o plano de negócios como referência.

São nesse plano que devem estar contidos os objetivos principais da empresa. Isso servirá como garantia para definir as metas que estejam de acordo com a realidade empresarial ; e que contribuam para que a equipe sempre fique motivada

Escolha a ferramenta ideal

A estruturação do orçamento empresarial necessita do uso da ferramenta ideal. Isso quer dizer que o que é ideal para um negócio não pode ser ideal ao seu. Ou seja, o grau de maturidade no mercado da sua ideia empreendedora é um fator a ser considerado.

Com isso, podem ser feitas análises de softwares ou a contratação de profissionais experientes para o auxílio nessa tarefa. As planilhas de orçamento também são uma dica muito válida para quem deseja iniciar o seu projeto de orçamento empresarial.

Fique atento ao que deve constar no seu orçamento empresarial

Nessa fase, é importante reunir e selecionar alguns tópicos que não podem deixar de constar no seu orçamento. Analise e nunca deixe de conferir se os seguintes pontos estão presentes:

  • receitas;
  • despesas;
  • fluxo de caixa;
  • ativo fixo;
  • custos de produção;
  • investimentos;
  • empréstimos;

Certamente, existem outros fatores que não podem deixar de ser mensurados. Afinal, cada negócio tem uma realidade diferente e demandas específicas. Mas os tópicos demonstrados acima já são um bom norte para quem está pensando em começar a montar o seu primeiro orçamento empresarial.

Por fim, uma dica extremamente válida é o acompanhamento dos resultados. De nada adianta fazer todo esse processo, se os dados não forem analisados e mensurados periodicamente. Isso ajuda muito a realizar e planejar intervenções quando as atividades não estão alcançando os objetivos esperados.

Monitorar é uma fase imprescindível para que seja conquistado o sucesso na formulação do orçamento empresarial. O ano de 2019 é uma nova oportunidade para tornar os seus sonhos em realidade e alavancar a sua vida pessoal e empresarial.

Procure sempre incorporar novas estratégias vencedoras ao seu negócio. Já pensou em quais as vantagens de contratar uma consultoria empresarial? Não perca tempo e boas vendas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!