Os 6 riscos financeiros mais comuns em empresas

Os 6 riscos financeiros mais comuns em empresas

Os riscos financeiros geram sustos aos empresários, não é mesmo? Mas é preciso esclarecer este conceito, afinal muitas companhias enfrentam dificuldades ou, até mesmo, vão à falência devido a problemas com as finanças. Ter uma boa gestão desses riscos é fundamental para uma marca que almeja prosperar e alavancar suas operações.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo com 6 riscos e as respectivas formas de evitá-los. Por isso, não perca tempo e continue a leitura até o fim para não perder nenhuma informação!

1. Inadimplência

Este problema é o calcanhar de Aquiles de muitos empreendedores. Realizar uma venda ou prestar um serviço e não recebê-lo pode tornar a operação inviável. Desse modo, medidas preventivas são as melhores práticas para evitar um alto número de clientes inadimplentes.

Mas você sabe quais estratégias podem ser adotadas para lidar com o atraso nos pagamentos? Então, veja a seguir!

Seja proativo nas cobranças

Ter um bom planejamento é fundamental para reduzir o número de possíveis clientes inadimplentes. Por isso, invista em treinamentos para sua equipe de colaboradores, com o objetivo de ter um maior controle sobre as vendas e o relacionamento devido com consumidores em atraso.

Use a educação a seu favor

É bem comum que os empresários e gestores sejam mais ríspidos com os compradores inadimplentes. Todavia, lembre-se de que o principal ativo de sua companhia são os clientes. Seja educado e tente compreender os problemas deles. Assim, fica mais fácil chegar a um acordo e receber os créditos em atraso.

Conte com boas ferramentas de análise de crédito

Vender é sempre bom, não é verdade? Mas vender com segurança e tranquilidade é bem melhor. Desse modo, não fique com dúvidas. Invista em serviços e consultorias que fazem uma análise de risco do cliente e do histórico de dívidas.

Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), por exemplo, permite visualizar diferentes dados de seu consumidor, além da verificação do Score. Por isso, estude, planeje e invista em soluções tecnológicas que possam ajudar a empresa a lidar com a inadimplência.

2. Riscos financeiros provenientes da sazonalidade

Um risco financeiro que afeta muitas companhias é a sazonalidade. Vamos dar um exemplo para facilitar sua compreensão: uma sorveteria obtém ótimas vendas no período do verão e, assim, consegue manter todos os custos do empreendimento sob controle.

No entanto, na época do inverno, as vendas têm um grande declínio. Com isso, surge o desafio: honrar os compromissos financeiros e trabalhistas com menos recursos em caixa. Percebeu como a sazonalidade impacta diretamente no faturamento de um negócio?

Por isso, tenha sempre alternativas e estratégias para lidar com esse problema. Assim, seu comércio reduz significativamente os riscos financeiros advindos de tal fenômeno.

3. Falta de gestão financeira

Gestão é tudo. Portanto, ter uma desorganização nesse quesito pode ser fatal para seu negócio. Procure registrar todos os processos e atividades da companhia em softwares, afinal a tecnologia é uma grande aliada para o empreendedor.

Você já viu falar no Enterprise Resource Planning (ERP)? Essa ferramenta possibilita gerenciar todos os departamentos da empresa em um único local. Assim, decisões estratégicas podem ser tomadas — e programas de cortes de custos, implantados — de maneira mais rápida e eficaz.

Os riscos financeiros surgem, na grande maioria das vezes, devido à bagunça na organização de informações. Com isso, boletos passam a atrasar, os pagamentos de funcionários ficam desorganizados e há morosidade na execução das tarefas.

Como é possível perceber, ter uma boa gestão financeira é primordial para evitar todos esses problemas. Pense nisso!

4. Problema de liquidez

Em primeiro lugar, vamos definir o que é liquidez. Este conceito diz respeito à disponibilidade de dinheiro em caixa para honrar os pagamentos, ou seja, os custos com trabalhadores, fornecedores e outros prestadores de serviço para sua companhia.

Assim, se a empresa não dispõe de recursos para custear todos esses fatores, a operação comercial fica em risco. Mas você deve estar se perguntando: “o que fazer para ter mais liquidez em seu empreendimento?”, não é? Vamos lá.

O fator mais importante a ser levado em conta é a gestão do fluxo de caixa. Isso significa que deve haver um uso consciente e produtivo das receitas obtidas com o negócio. Mais uma vez, ter um bom planejamento é importantíssimo.

Assim, fica fácil analisar as despesas no curto e no longo prazo. E, com isso, o empreendedor consegue alocar os recursos da melhor maneira, sem prejudicar a liquidez do negócio. Fique atento a este quesito!

5. Riscos operacionais

Dentro de seu empreendimento, existem alguns setores que devem estar em perfeita harmonia para que a atividade comercial seja alavancada. Ter um bom banco de dados pode ajudar o gestor a lidar melhor com os riscos operacionais. Veja, logo abaixo, alguns exemplos de problemas que podem sacrificar seu negócio.

Fraudes internas

Ter um bom gerenciamento permite reduzir a ocorrência de fraudes internas. Colaboradores que atuam contra os princípios da companhia, extraviando produtos ou falsificando informações, são fatores perigosíssimos. Portanto, não deixe de verificar e atuar rapidamente para impedir as fraudes.

Falhas no cumprimento de prazos

Ser verdadeiro e honesto com seu cliente é fundamental. Se há atraso na entrega do produto, é bem provável que ele fique desmotivado e decepcionado com sua empresa. Então, procure sempre cumprir as datas estabelecidas, estreitando a relação consumidor-marca.

6. Falhas nos sistemas de tecnologia da informação

Os softwares e as ferramentas de TI são indispensáveis a qualquer organização. Mas, se eles não funcionam ou operam aquém de suas respectivas capacidades, é preciso rever o que está acontecendo de errado. Contar com uma equipe de colaboradores especializada em dar manutenção ou contratar uma consultoria terceirizada são ideias muito válidas.

Procure otimizar seus processos internos com um bom uso das ferramentas de TI. Assim, é possível diminuir a probabilidade de ocorrerem riscos financeiros devido a problemas estruturais de softwares e servidores.

Todo empresário quer que sua companhia prospere por muitos e muitos anos. Por isso, ter uma boa análise dos riscos financeiros e, principalmente, reduzi-los são iniciativas que podem tornar possível o sucesso da iniciativa empreendedora.

O que você achou de nosso artigo? Ainda ficou com alguma dúvida sobre como evitar os riscos financeiros em seu comércio? Então, deixe seu comentário abaixo agora mesmo. Não perca tempo!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nada?
Então faça o seu cadastro!

Prometemos não enviar spam!